Desrefrigerâncias infringentemente beligerantes

Tempos medonhos. Esse início de século XXI se resumirá a uns poucos parágrafos maltrapilhos ou a um capítulo nos livros (e-books, holographic books) de História do século XXII? E aqui no Brasil então? Será que um dia há de se desmascarar o pão e circo do episódio do Mensalão?

O idiotismo galopante e o senso de justiça (des)moralizante eclodem; pizzas assam e cérebros fritam!

O temor toma conta do STF em meio aos protestos. Desde a Amedrontada Duarte, vem sendo assim.

luto medonho

Ui! Dá medo mesmo!

Disse Celso de Mello, decano do Supremo:

“— Ninguém. Absolutamente ninguém pode ser privado (de seu direito de defesa) ainda que se revele antagônico o sentimento da coletividade.”

Em tempo, diz o artigo 530 da lei número 5.869 de 11 de janeiro de 1.973 (atual Código de Processo Civil):

Cabem embargos infringentes quando o acórdão não unânime houver reformado, em grau de apelação, a sentença de mérito, ou houver julgado procedente ação rescisória. Se o desacordo for parcial, os embargos serão restritos à matéria objeto da divergência.

No plano penal, aceitar-se-ão embargos infringentes, conforme o artigo 609 do Código de Processo Penal, parágrafo único, quando não for unânime a decisão de segunda instância, desfavorável ao réu. É, portanto, um recurso que somente pode ser impetrado pelo acusado. Acrescente-se:

Se o desacordo for parcial, os embargos serão restritos à matéria objeto de divergência.

carla perez pastante

Blablabla etceteramente… é o velho direito de defesa. Talvez isso corroa mentalidades mais golpistas. É o linchamento orquestrado pelos donos da mídia brasileira. Sinceramente, Zé Dirceu e sua patota deveriam sim ser condenados pela opinião pública e pela Justiça, mas por outros motivos. O tal Mensalão é mal cheirosa perfumaria. Vou mais longe. Os motivos de indignação vendidos aa sociedade brasileira são dum viés moral discutibilíssimo. Colocar no mesmo barco, a construção dum projeto político− sem entrar no mérito de que projeto seja esse− e o enriquecimento pra aumento de conta bancária individual é duma desfaçatez com a qual não compartilho. Só numa sociedade de politização rasteira e/ou tendenciosamente encaminhada ao gosto do capital, essa conformação de consciências pode prevalecer.

Pedro-Serrano

Pedro Serrano, uma das grandes autoridades do país em Direito Constitucional

Claro que não sou especialista em Direito e, ao contrário dos que vociferantes que esbravejam sua indignação seletiva com o país, eu prefiro não ir pela seara de falar do que não sei. Mas meu querido Pedro Estevam Serrano, um dos grandes constitucionalistas do país, tem uma opinião avalizada a dar neste assunto: http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/serrano-%E2%80%9Cdirceu-na-cadeia-nao-muda-nada%E2%80%9D/.

Preciso dizer que faço parte dum grupo, talvez bem pequeno, que nunca, jamais, teve qualquer identidade com Lula ou com o PT. Nunca nutri qualquer ilusão transformadora ligada ao partido e tampouco senti decepção com seu governo. Contudo, isso não faz com que me sinta aa vontade para qualquer apedrejamento oportunista e infundado. Ao PT o que é do PT.

Têmis, deusa romana.

Têmis, deusa romana.

No mais, desde Antígona, filha-irmã de Édipo, o direito de defesa tá consagrado no Ocidente, não? Por falar em

antiguidade clássica, 20 de setembro, ontem, é o dia que os romanos dedicavam aa deusa

Têmis, frequentemente reivindicada nos julgamentos e tomada como divindade da Justiça. Não confundir com Iustitia, essa sim cega, cega que só.

Que a Justiça seja cega, mas não míope.

justiça cega

E pra quem ainda acredita na ladainha anticorrupção, é sempre bom remeter a Quem tem Deus não precisa de corrupção.

Quem quiser seguir na crença, equinamente vendada, de que o tal Mensalão tem algo a ver com a construção dum país mais justo, bom sono entorpecido.

Entorpecimento, torpor… hipnose, drogadição, opção? Talvez tudo ao mesmo tempo, como uma viagem de lsd numa piscina de bolinhas coloridas deva ser…

Como coca-cola raticizada?! Peste bubônica líquida… Ora, eu me salvaguardo, em meio a tudo isso, ao direito de sonhar com a expropriação da coca-cola, em favor da classe trabalhadora, após a Revolução. Agora, corre o risco de quando se revelar a fórmula do refrigerante descobrir-se que havia ali males muito piores, hein?!

coca-ratoeiragato-cola

Será o eclipsar da tal Geração Coca-Cola, nascida do Aborto Elétrico, herdade pelo Legião Urbana e, por fim, repaginada pelo Capital Inicial? [E já que consensos não são bem-vindos, quero deixar claro aqui− sabendo que vai polemizar, mas fazer o quê?! Nasci assim do contra− que o Capital Inicial é a melhor porção do Aborto. Legião é chato bagarai! E tenho dito.]

Nova coleção de bichinhos da coca-cola

Nova coleção de bichinhos da coca-cola

Digressãozinha… O que a Coca-Cola faria a um Gremlin, hein?!

gremlin

Mas, cá entre nós, isso tudo mexerá sequer num ralo tufo de cabelo da Coca-Cola? A Coca-Cola é mais internacionalizada do que a ação imperialista direta estadunidense em si.

O Império global cocacolista.

O Império global cocacolista.

Me refiro, claro, aas ações aas claras. Espionagem não entra nessa historieta. Nem poderia, por não lhe sabermos as dimensões, né?

obama-big-brotherMe pergunto se fosse um Peru da vida ou Honduras comprovadamente espionando informações de Estado brasileiras, como se lidaria com a situação? Também me questiono se uma ação dessas viesse aa tona quanto aa China, o que ocorreria. Afinal, o exército chinês é estimado em 3.440.000 homens. Só pra se ter noção comparativa, o exército norte-americano possui cerca de 562 mil homens e o brasileiro, 223 mil. Será o triunfo do ancestral ditado, Si vis pacem, para bellum (Se quer paz, prepara-te para a guerra)? Aliás, ditado que frutificou numa sociedade bastante beligerante.

onu usa israel nato

Paira no ar, um certo sentimento de traição, por parte do recalque subimperialista brasileiro em relação a seu modelo estadunidense. Como nos podem ter feito isso?! Ó… Mesmo assim, há décadas, seguimos em contínua e acelerada estadunidização.

eua-guerra

Há mais de meio século, republicana e/ou democraticamente disseminando a liberdade no mundo.

Essa questão espionística já suscitou especulações sobre a possível compartimentação da internet brasileira, em termos de armazenamento. Curioso é que os mesmos especialistas que dizem temer a “balcanização” da internet, não dão um pio sobre o fato com que o mundo convive há duas décadas de o “servidor zero” da rede mundial de computadores ser alojado no, pasmem, Departamento de Comércio do governo norte-americano. Democratização.com!

São os refrigérios que nos infringe a não bela belicosidade!

Tempos de medo! Regina Duarte nasceu na época certa…

Anúncios
Categorias: Política, Reflexões, Sociedade | Tags: , , , , , , , , | 2 Comentários

Navegação de Posts

2 opiniões sobre “Desrefrigerâncias infringentemente beligerantes

  1. Denise

    Gosto cada vez mais das coisas que você escreve – literário, visual, fônico – assim – estiloso descomprometido! Parabéns!

  2. Obrigado, Denise! De fato, tento pensar nos textos nessas três dimensões: verbo-acústico-visual.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: