Fissuras

Image

Não estou afinada para a escrita hoje. Mil assuntos me passam pela cabeça, mas o desejo de escrever sobre eles se esvai tão rapidamente quanto chega.

Darei continuidade, em momento oportuno, à série “Do magistério e suas (im)possibilidades” – um apanhado autobiográfico sem confetes, em que busco exteriorizar sentimentos que fazem/fizeram parte do meu exercício profissional e que, tenho certeza, também fazem/fizeram parte de muitos dos que seguiram pelos caminhos da educação.

Por ora, meus olhos desfilam pelas manchetes dos jornais, pelos textos dos amigos, pelas leituras urgentes da pesquisa e a única coisa que consigo alcançar é a vontade de não ser.

Não me habilito a traçar períodos conexos sobre um tema polêmico. Não me atrevo. Meus pensamentos estão ziguezagueando, confusos, disformes.

Pensei em resenhar a Primavera dos Livros, que aconteceu na semana passada no Museu da República. Sobraram-me adjetivos e fiquei acabrunhada com tantos elementos de êxito. Talvez eu esteja mais acostumada à tática black bloc da palavra, com a pedrada certeira no vidro do tema opressor.

Enquanto o desejo de escrever não me arrebata, sigo  plantando fissuras como rosas no asfalto.

Image

Anúncios
Categorias: Reflexões, Verso & Prosa | Tags: , , | 2 Comentários

Navegação de Posts

2 opiniões sobre “Fissuras

  1. Zulmira

    Aline, a
    rrepiei com a frase: Talvez eu esteja mais acostumada à tática black bloc da palavra, com a pedrada certeira no vidro do tema opressor.
    Zulmira

    • Aline Silva

      Oi, Zu! Que alegria! Arrepios são demonstração extrema de sensibilidade. Fico feliz que o texto possa ter tocado você de alguma forma. Bjs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: