Gênesis e o pau de selfie

 

 

pau de selfie

 

 

Baía da Vergonha

No mês passado, o bicampeão mundial de vela Nick Dempsey esteve no Rio para a disputa da Copa Brasil de Vela, na Baía de Guanabara, e se assustou com a situação.
“É sem dúvida a pior água em que já velejei na minha vida. Suja, poluída, cheia de detritos, e não há nada que nós, atletas, possamos fazer. Os organizadores dos Jogos deveriam estar preocupados com isso”.

O biólogo Mario Moscatelli escancara a vergonha da realidade:
“A melhora só existe na imaginação das autoridades que vivem numa realidade alternativa, em um permanente estado de negação dos fatos. Infelizmente a cada sobrevoo efetuado pelo projeto de monitoramento ambiental aéreo (Olho Verde) que executo há 17 anos, não vejo qualquer melhora e muito pelo contrário só pioras claras”.

 

Pau de selfie

No Brasil, há vários paraísos onde o turista é extorquido nos serviços oferecidos de modo simpático e acolhedor. O modelo exemplar de turismo pega-trouxa é Fernando de Noronha. Além do pacote de viagem tipo tubarão, paga-se taxa de preservação ambiental logo na chegada, taxa de permanência, taxa pra visitar o Parque Nacional Marinho, taxa pra fazer trilha e taxa da taxa.
Se o candango sonha em mergulhar naquelas águas cristalinas, o bolso vai chorar em 360 pratas. Se a esposa quiser registrar com pau se selfie, sem sair do barco, o feito heroico do maridão, vai morrer em 160 contos. No dia seguinte, o casal em lua de mel deseja fazer um passeio privativo de Buggy pela ilha paradisíaca. Uma mixaria de 680 sem arame farpado.
Pra tirar onda com os amigos invejosos, tem que sair num barcão primeira linha pra pescar. A pesca é de currico, jumping-jig e iscas vivas. Os caras liberam água, refrigerantes, cervejas, petiscos de carne ou peixe. Serviço de cozinha incluído (preparam a bordo peixe frito/cozido e sashimi). A trolha camarada sai por 1800 com arame farpado.
Se o casal já estiver enforcado com as dívidas da festa de casamento, a dica é fazer muito amor no quarto. No máximo pode rolar a Caminhada Histórica, uma farpelazinha de 65 pra cada coração apaixonado.
Obs.: não esquece o pau de selfie.

 

Gênesis

No princípio, Juiz criou o céu e a terra. A terra, entretanto, era sem benefícios e privilégios.
Disse Juiz: Haja regalia! E houve regalia. Viu Juiz que a regalia era boa e criou a carteirada do dia e da noite. Esse foi o primeiro dia.
Depois disse Juiz: Haja supersalários! E contracheques cobriam os mares que envolviam toda a terra. E o Espírito do Juiz voava na primeira classe sobre a face das águas. O segundo dia.
Deferiu Juiz: Haja auxílio-educação pros pimpolhos estudarem no São Bento, Santo Inácio ou São Vicente. Viu Juiz que isso era muito bom. Esse foi o terceiro dia
Então disse Juiz: Que seja criado o auxílio-cachangão, com piscina, churrasqueira duplex, quadra de tênis, hidro dupla e uma sauninha pra dar um relax. E observou Juiz que isso era uma beleza. O quarto dia.
Juiz criou então o deputado e o empreiteiro à sua imagem e semelhança. Juiz os abençoou e lhes ordenou: Sede férteis e multiplicai-vos! Povoai e sujeitai toda a terra; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todo povo que rasteja sobre a terra!
Daí surgiram supersalários, ajuda de custo, cotão, auxílio moradia, verba de gabinete, 14º e 15º salários, ressarcimento ilimitado de despesas médicas, cartel, corrupção passiva, ativa e reativa, obras superfaturadas, jatinhos, fraudes em licitações, caixa dois, caixa três, formação de quadrilha e outras traquinagens além da imaginação. Assim seguiram o quinto, o sexto e o sétimo dia.
E até hoje Juiz dá a farinha, faz o pão e alarga a goela dessa gente.

Anúncios
Categorias: Crítica, Sociedade | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: