Governo Dilma: muito a TEMER!

"Diga-me com quem andas..."

“Diga-me com quem andas…”

Há três semanas, eu dizia aqui nesta mesma coluna que o governo havia sumido e tava tudo sem rumo. Muito infelizmente, era ainda mais real e concreto do que então supunha. A aprovação da PL da Terceirização, o Projeto de Lei 4330/04, do ex-de-putado Sandro Mabel, posto em votação por sua  excelentíssima indignidade Eduardo Cunha, é uma pá de cal nos direitos dos trabalhadores e em tudo que se construiu a esse respeito durante o século XX. Mais que isso, é a demonstração cabal de que o PT e seu governo, de fato, não são amparo aa esquerda e, com a comprovação de todo o ataque conservador que vêm sofrendo desde antes do início deste mandato, sequer aa direita.

O resultado da votação no plenário da Câmara dos Deputados, nesta semana, foi uma derrota múltipla: perdem os trabalhadores, o PT/Governo Dilma, a história das lutas e conquistas trabalhistas do séc. XX, a perspectiva mais aa esquerda no país. Óbvio que, pusilanimemente, do outro lado, ganham a truculência midiática oficial, a direitalha, os golpistas de plantão e a tiracolo, o projeto neoliberal e, claro, o PMDB.

O PMDB, em esplendor, foi o grande vitorioso de toda esta história. O grande aliado privilegiado do governo Dilma iniciou sua vocação de algoz desse mesmo governo. Na mesma semana, não bastasse, Michel Temer assume a coordenação política do governo, acumulando, além desta, a vice e seu evidente posto de cacique da fugaz legenda em questão.

temer

Se confirmada essa derrota, novos tempos estarão abertos no mundo do trabalho brasileiro: um trabalhador terceirizado, em média, trabalha três horas a mais semanais, recebendo 30% a menos, em situação de clara instabilidade empregatícia. A economia para patrões e empresariado é acachapante. Já se tem um bode expiatório, previsível por sinal, a pagar a conta da crise: o trabalhador. As projeções tímidas apontam para 3 vezes mais terceirizados no país em 5 anos,  a partir da aprovação da lei. Isso sem falar na velha cantilena de contratação por OS (“organizações sociais”) no serviço público, naturalmente vitaminadas, como intento, caso essa lei seja aprovada. [Parênteses, ou melhor, colchetes: os coxinhas, sanguessugas do Estado, já se deram conta das consequências disso pra seus anseios meritocráticos?] Sem exageros, é o fim do mundo do trabalho como o conhecemos.
É nesse mundo do trabalho que nós mesmos e nossos filhos viverão?!

Caso seja aprovado, tal projeto é um ataque mais duro mesmo do que a famigerada reforma da previdência de Lula e supera, pasmem, mesmo os mais hediondos ataques de FHC ao mundo do trabalho!

terceirização 3

Isso era motivo pra greve geral! Motivo pra luta sem tréguas! Lindo seria se, num marco como esse, o governo finalmente se aliasse ao lado certo da contenda. Mas, ao que tudo indica, as lutas de esquerda e em prol do trabalhador no país estão paralisadas entre o adesismo dum lado e a inércia doutro. A esquerda hoje crítica, com razão, ao governo Dilma, entrou numa lógica tão defensivista que tem tido dificuldades sérias para lidar com um governo que apresenta inegáveis e sérias contradições quanto aas perspectivas de interesse dos trabalhadores.

Agora, claro, que não dá pra, nessa análise toda, eximir o próprio governo Dilma de responsabilidade por toda essa história. Muito pelo contrário. Na verdade, não tivesse o mais do que errático governo afrouxado tanto e tanto a porteira de fragilizações ao mundo do trabalho e de concessões indecentes e descaradas aas elites gestoras e aos tais 300 picaretas (no mínimo!) que Lula denunciara há duas décadas, não haveria sequer contexto pra tamanha ousadia. Hoje, a base de Dilma são os tais picaretas, chafurdantes na lama que lhes nutre e que servem de base, pilar e assento ao governo. Está a se iniciar, na prática, o governo peemedebista no Brasil?! É possível, na prática, sim. É irônico e ridículo, quase beirando o nonsense, mas o fato é que o PT montou um governo de centro, em equilibrismo dificílimo, pra não mexer em dois fios de cabelo das classes dominantes e dar ao povo trabalhador conquistas sim, porém muito pequenas se comparadas ao que as elites deveriam ceder e que, na prática, foi nada. Essas mesmas elites intocáveis agora tentam derrubar um governo que aplica a própria política econômica delas. Agora, pioradamente, a própria base do governo lhe puxa o tapete e mostra quem manda na Casa da Mãe Joana, vulga Dilma. O governo é refém, em sequestro autoimposto, de seus próprios passos. Não há vitimização e discurso coitadista que possa relativizar isso, mesmo nas mais elaboradas e cínicas chantagens que possam ser elaboradas. Não a nenhum golpismo! Nem pelo governo Dilma em si, mas pela institucionalidade na qual, mal ou bem, está assentada, minimamente, a possibilidade de transformação, ainda que tão somente como campo de partida para disputas. Contudo, é muito difícil ser mais realista do que o rei. Não dá pra passar a mão na cabeça dum governo que não cria as condições mínimas de solidariedade na luta, a qual por sinal, inexiste. Que o PT esteja na rua pra lutar pelos trabalhadores e pelo país, sem terceirizar a militância, muito preferível a qualquer crença num eventual hesitoso e vacilante “Veta, Dilma” . Que se faça história, ao invés das vexatórias historinhas que se vêm construindo, ainda que sob incontestável manto midiático de hipocrisia e dissimulação enojantes!

Já se começou até a se terceirizar hamster e esquilo por rato, em óbvia intenção enganadora da população!

Hoje, claramente, o PMDB terceirizou o governo Dilma! E o lucro, obviamente, é todo neoliberal!

terceirização 2

Anúncios
Categorias: Política, Sociedade | Tags: , , , , , , | 1 Comentário

Navegação de Posts

Uma opinião sobre “Governo Dilma: muito a TEMER!

  1. Equivoco Humano

    Caríssimo, a terceirização é a consequência e o reflexo do nosso desgoverno. Na verdade, os atuais mandatários nunca quiseram governar, querem se manter no Poder e usufruir ao máximo da chave do cofre. E usaram: Petrobras, Copa, Porto em Cuba, Investimentos em Angolas, 39 Ministérios(R$ 400 BI), e as construtoras superfaturando tudo, para poder regar o partido seus membros e cupinchas da base aliada, de mais variados partidos. E agora terceiriza o governo, assume que não sabe, nem nunca soube o que fazer. Agora vem um custo extremamente amargo a ser pago, pior da forma errada. Desde 1930, se sabe que recessão não se rebate com medidas recessivas. A melhor estratégia seria baixar juros e investir, fazer com que o PIB cresça, deixar que o efeito multiplicador do investimento faça a economia sair da recessão. Mas a vaca tossiu, na verdade está tuberculosa, e o partido dos trabalhadores por caneta própria ou terceirizada, tomou decisões que são piores para todos. A CLT será violentada, sob a benção daqueles que se dizem heróis do povo, que dizem ter tirado 40 milhões da miséria(quem dera fosse verdade). Então agora coxinhas, enroladinhos, esquerdistas, Black Block, vão pagar caro por muito tempo, em troca de mentiras e compra de votos, gostaria de saber por quanto tempo será mantido o Bolsa-família, já que 1 de cada 5 brasileiros dependem deste auxílio. Parabéns aos que ignoraram indicadores econômicos como o PIB, em prol de fanfarronices populistas, estes intelectualóides, são cúmplices e avalistas do que está acontecendo hoje. E agora vamos esperar que o PT se mobilize, para combater o PT???? Tolinho…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: